Links de Acesso

Estuda revela que emprego não é suficiente para combater a pobreza em Angola

  • Redacção VOA

Autor do estudo conclui que salários baixos favorecem a corrupção.

Um estudo sobre a distribuição do rendimento nacional em Angola realizado pela Universidade Católica de Angola concluiu que o aumento de emprego não concorre para o combate à pobreza por causa dos baixos salários.

O coordenador do Centro de Investigação da Universidade Católica Alves da Rocha disse que com base no estudo feito o rendimento do trabalho conta muito pouco para o Produto Interno Bruto em Angola (PIB) e, por isso, a pobreza não pode ser combatida por esta via.

O académico angolano diz que quanto mais baixos forem os rendimentos maior é o terreno para a corrupção se desenvolver, supostamente, como forma de sobrevivência das pessoas

O economista Alves da Rocha fez estas revelações numa recente mesa redonda realizada em Luanda pela AJPD por ocasião do Dia Mundial da Luta Contra a Pobreza.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG