Links de Acesso

Estudantes manifestam-se sábado em Luanda contra aumento de taxas e tarifas das universidades

  • Redacção VOA

Largo Primeiro de Maio

Largo Primeiro de Maio

O Movimento de Estudantes Angolanos realiza este sábado, 30, uma marcha de protesto em Luanda para denunciar aumentos de 100 por cento das taxas e propinas cobradas pelas universidades.

No protesto, os estudantes do ensino superior vão exigir a implementação de um passe social, na sequência também dos aumentos de combustíveis e preços dos transportes públicos

A marcha terá como ponto final o Largo 1º. de Maio, no centro de Luanda.

Entretanto, uma frota de táxis denominada Nova Aliança dos Taxistas de Angola e afiliada na Associação Nacional dos Taxistas (Anata) está a negociar com o MEA a implementação de um preço único de 100 kwanzas para estudantes dos 7 aos 22 anos, desde que estejam identificados.

Em declaração ao jornal OPaís, o presidente da Anata Geraldo Wanga disse que caso não haja uma tarifa acessível muitos estudantes poderão abandonar os estudos por não poderem pagar o transporte.

Por seu lado, o secretário executivo da MEA Miguel Kimbenzo adiantou que, após a conclusão do acordo, o seu movimento vai propor ao Ministério da Educação um passe único para os estudantes.

O ano lectivo em Angola começa em Março e, no ano passado, estiveram matriculados cerca de 27 mil estudantes em 72 instituições de ensino superior públicas e privadas.

XS
SM
MD
LG