Links de Acesso

Estudante expulso de universidade privada em Angola recorre à justiça

  • Coque Mukuta

Luanda

Luanda

Ele foi expulso por participar na organização de manifestações contra o aumento das propinas e pagamento de emolumentos.

A Universidade Metropolitana de Angola expulsou um estudante por ter participado na organização de uma manifestação contra o aumento ds propinas e o pagamento de emolumentos. Agora o estudante em causa vai levar aquela instituição ao tribunal.

António Manuel Afonso, mais conhecido por “Casa Maior”, é acusado de incitar à desordem e desacato às ordem da Universidade Metropolitana de Angola por se manifestar contra o aumento do preço das propinas e o pagamento de emolumentos, medidas que tinham sido proibidas pelo Ministério do Ensino Superior.

O estudante do 2º ano do curso de Direito, cuja expulsão já causou vários protestos dos estudantes da instituição e que viu agora negado o recurso apresentado pelo seu advogado junto da Universidade Metropolitana de Angola, vai recorrer à justiça.

“Não encontrámos nenhuma solução, então vamos bater à porta do tribunal” disse à VOA.

António Manuel afirma que lhe foi negado também o direito de receber uma declaração com as notas de avaliação da instituição, mesmo tendo pago as mensalidades do primeiro e segundo ano.

De recordar que os estudantes da Universidade Metropolitana de Angola (Imetro) boicotaram as aulas durante uma semana em solidariedade com o colega António Manuel Afonso, “Casa Maior”.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG