Links de Acesso

"Estou bem de saúde", disse Dhlakama à VOA

  • Simião Pongoane

 Afonso Dlakama

Afonso Dlakama

Líder da Renamo desmente notícias de que está doente e diz estar pronto para a campanha eleitoral.

O líder da Renamo e candidato presidencial Afonso Dhlakama disse estar são e salvo no seu esconderijo, nas matas da serra de Gorongosa, na província central de Sofala.

Em conversa telefónica com a VOA a partir de Maputo, Dhlakama afirmou desconhecer as motivações da notícia reportada por alguns meios de comunicação social, incluindo a Agência de Informação de Moçambique, que citou o diário estatal Notícias, segundo o qual Afonso Dhlakama está doente.

“Tudo bem. Por amor de Deus, era mesmo para dizer que não estou doente, nem dores de cabeça, nem qualquer coisa. Admirei essas notícias. Não posso esconder que para a semana vamos assinar o acordo para sair a fim de trabalhar (na campanha eleitoral) em segurança e sem nenhum problema”, disse o líder da Renamo.

Afonso Dhlakama, de 62 anos de idade, está escondido na Serra da Gorongosa desde Outubro do ano passado, na sequência do ataque das forças do Governo à sua base militar e residencial, em Santunjira, província de Sofala.

Desde então, Dhlakama só apareceu uma vez em público, há cerca de dois meses para se recensear numa brigada de recenseamento eleitoral destacada especialmente para o efeito.

A Renamo inscreveu o seu líder no Conselho Constitucional como candidato as eleições presidenciais de 15 de Outubro.

XS
SM
MD
LG