Links de Acesso

Estados Unidos e Rússia chegam a acordo sobre a resolução do armas químicas na Síria


John Kerry

John Kerry

O Secretário de Estado John Kerry anunciou que os Estados Unidos e a Rússia chegaram a acordo sobre uma resolução do Conselho de Segurança das Nações Unidas que visa identificar os mentores de ataques com armas químicas na Síria.

Kerry fez o anúncio em Kuala Lampur, na Malásia, depois de um encontro com o ministro russo dos negócios estrangeiros, Sergei Lavrov.

“Falamos também sobre a resolução das Nações Unidas e acredito que de facto acordamos que teremos a mesma votada em breve, o que poderá criar o processo de responsabilização em falta,” disse Kerry.

A resolução, que poderá ir à votação esta semana, facilitará a criação de uma comissão para se apurar quem terá usado armas químicas durante a guerra civil na Síria.

A organização para a proibição de armas químicas tem procurado investigar o caso, mas nem ela, nem as Nações Unidas têm mandato para qualquer acusação.

Esta organização ajudou a desmantelar as armas químicas declaradas pela Síria, após um acordo histórico, em 2013, entre Washington e o Presidente Bashar al-Assad.

O Presidente Assad recusou ter usado armas químicas e acusou os rebeldes que tentavam derrubar o seu governo. A Rússia, grande aliado de Assad, sempre apoiou a posição do governo sírio.

XS
SM
MD
LG