Links de Acesso

Estados Unidos retira familiares de seus funcionários no Congo Democrático

  • Redacção VOA

Protestos em Kinshasa, 19 de Setembro, 2016.

Protestos em Kinshasa, 19 de Setembro, 2016.

Há fortes probabilidades de agitação popular em partes da capital Kinshasa e noutras grandes cidades.

O Departamento de Estado americano emitiu restrições de viagens para a República Democrática do Congo e ordenou as famílias de funcionários do governo estacionadas no país para sair.

A nota diz que há fortes probabilidades de agitação popular em partes da capital Kinshasa e noutras grandes cidades.

"Como resultado da deterioração da situação", lê-se na nota, "membros das famílias do pessoal do governo dos EUA receberam ordens para deixar o país, a partir do dia 29 de Setembro".

Além disso "muitas viagens oficiais de funcionários do governo dos EUA para a RDC foram canceladas”.

A situação política naquele país está tensa em resultado da relutância do Presidente Joseph Kabila em marcar eleições.

O mandato de Kabila termina em meados de próximo Dezembro. A Constituição não permite a sua continuidade após dois mandatos.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG