Links de Acesso

Estados Unidos manifestam-se seriamente preocupados com violência na República Democrática do Congo

  • Redacção VOA

Tom Perriello, enviado especial dos Estados Unidos para os Grandes Lagos

Tom Perriello, enviado especial dos Estados Unidos para os Grandes Lagos

Tom Perriello diz que a Adminsitração Obama responsabiliza os autores da violência.

O enviado especial dos Estados Unidos para os Grandes Lagos realizou recentemente uma visita a três países da região: Tanzânia, Burundi e República Democrática do Congo.

No twitter, Tom Perriello escreveu que os Estados Unidos estão profundamente desapontados com a ineficácia da Comissão Eleitoral em marcar as eleições e com a erupção da violência, principalmente contra a oposição, que tem resultado em mortes.

Nesta terça-feira, 20, em teleconferência Periello reiterou a preocupação de Washington:

“Estamos tristes com a perda de vidas, condenamos a violência de ambos os lados, continuamos a receber informações, não apenas de mortes mas de alvos específicos de líderes da oposição, continuamos a acompanhar a situação e deixámos claro que responsabilizaremos os actores dos actos que venham a realizar-se. Vimos há dias que tanto a polícia como os manifestantes garantiram o regresso pacífico do antigo presidente Ticjekedi. Estamos desiludidos porque é uma crise que podia ser evitada”, concluiu o enviado especial americano para os Grandes Lagos.

Tom Periello congratulou-se ainda com a evolução da situação no Burundi.

Em Kinshassa os protestos continuam contra o Presidente Josepf Kabila.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG