Links de Acesso

Estados Unidos enviam equipa militar para Chade

  • VOA Português

Professoras protestam em Maiduguri, Nigeria, e exigem regresso das estudantes raptadas

Professoras protestam em Maiduguri, Nigeria, e exigem regresso das estudantes raptadas

O presidente Barack Obama enviou uma equipa de 80 militares para o Chade para ajudar a encontrar cerca de 250 estudantes raptadas por militantes islamitas, no mês passado, na vizinha Nigéria.

Responsáveis do Pentágono dizem que cerca de 80 membros da Forca Aérea vão usar aviões telecomandados e desarmados sobre o norte da Nigéria, e que a proximidade do Chade à área de busca ajudará a reduzir o tempo de viagem, permitindo observação 24 horas por dia.

Tim Brown, de uma organização de segurança, disse à VOA que o uso de aviões telecomandados dá também mais flexibilidade aos militares americanos.

A decisão, anunciada em carta do presidente Obama ao Congresso, é parte doa actual esforço de Washington de “localizar e apoiar o regresso seguro das raparigas raptadas no mês passado pelo Boko Haram, a seita militante islâmica que tem aterrorizado a Nigéria.

Mas este é um esforço complicado por preocupações sobre o governo nigeriano e as suas fraquezas, que – nota Tim Brown, o Boko Haram tem sido capaz de expor com as suas acções.

Os novos voos das naves telecomandadas a partir do Chade são voos adicionais a juntar aos esforços de observação Americanos já em curso.

Porta-voz do Pentágono contra-almirante John Kirby, num encontro esta semana, em que disse que até agora os voos executados produziram pouca informação.

Os militares Americanos continuam convencidos que o Boko Haram dividiu as raparigas em grupos mais pequenos e podem estar a leva-las de um lado para o outro dificultando ainda mais a operação de busca. Mas dizem que os Estados Unidos tudo farão para encontrar as raparigas sem, contudo, tencionarem enviar tropas para o terreno.
XS
SM
MD
LG