Links de Acesso

Estado da Nação em Moçambique: PR discursa, Renamo abandona

  • Alvaro Ludgero Andrade

Armando Guebuza, Presidente de Moçambique

Armando Guebuza, Presidente de Moçambique

Guebuza reiterou a sua disponibilidade para dialogar com Afonso Dhlakama, mas os deputados da Renamo abandonaram a sala antes do início do discurso.

Armando Guebuza dedicou cerca de 30 minutos do seu discurso, de mais de uma hora e meia, à tensão político-militar que Moçambique atravessa, e que foi motivada pela discordância da Renamo relativamente à Lei Eleitoral do país.


Guebuza foi peremptório e considerou inviável a exigência da Renamo de introduzir a paridade partidária na composição dos órgãos eleitorais do país.

Para justificar a sua posição, o chefe de Estado perguntou como fazer se houver cinco partidos concorrentes, e defendeu a constituição de uma Comissão Nacional Eleitoral profissionalizada, como proposta por observadores nacionais e estrangeiros.

Armando Guebuza voltou a defender o diálogo.

O chefe de Estado de Moçambique acusou a Renamo de atrasar o diálogo ao impor que o encontro entre os dois líderes fosse em terreno neutro, limitando assim a circulação das forças de defesa e segurança em algumas áreas do espaço nacional e a intromissão do Governo em assuntos que não são da sua alçada.

Armando Guebuza foi mais longe e disse que não são supostos homens armados da Renamo que vêm protagonizando os ataques, mas é a Renamo que mata, mutila e destrói.

Entretanto, apesar das críticas e sem apresentar dados novos, Guebuza disse estar disposto a encontrar-se com o líder da Renamo.

Antes do discurso do presidente que passou em revista os principais assuntos do país, a bancada parlamentar da Renamo abandonou o plenário.

A deputada da Renamo Ivone Soares justificou a posição da sua bancada com o facto de o Presidente da República actuar como presidente da Frelimo.

Quanto ao Estado da Nação, a deputada da Renamo disse que tudo não passa de um discurso para enganar a opinião pública.

O discurso sobre o estado da Nação do presidente de Moçambique Armando Guebuza dominou a sessão de hoje do parlamento, com a bancada da Renamo a abandonar a sala.
XS
SM
MD
LG