Links de Acesso

Angola: Especialista de internet não confirma ataques de hackers islâmicos

  • Redacção VOA

Pentágono declara "guerra" aos piratas na Internet

Pentágono declara "guerra" aos piratas na Internet

Óscar Zovo da MS Telecom diz que pelo menos durante o dia de hoje não houve problemas na rede, senão um maior fluxo de visitas nos portais de alguns orgãos de imprensa angolanos.

O especialista do sistema de internet da MS Telecom de Angola não confirmou o que pelo menos aconteceu em Portugal, em que alguns portais de instituições públicas foram alvos de ataques de hackers afiliados a grupos islâmicos que reagiram contra a recente noticia de que o governo angolano terá proíbido o islão no país.

Segundo a imprensa portuguesa, um dos sites alvo de ataque nesta Quarta-feira foi o da Associação Portuguesa de Fertilidade (APF) por parte de um grupo de hackers do Bangladesh.

A Voz América entrevistou o especialista da MS Telecom de Angola, Óscar Zovo, para confirmar se ataques semelhantes teriam sido registados em Angola.

Zovo disse que os ataques de internet são diários e multiformes, e que no caso particular de Angola e durante o dia de hoje não houve nada a registar, senão um aumento do fluxo de visitas.


O especialista angolano faz a supervisão dos portais de internet dos orgãos de imprensa angolano, entre eles o Jornal de Angola.

A fiabiliade e operacionalidade do sistema de internet em Angola começou a ser alvo de preocupação, depois de ataques recenseados em Portugal e noticiados pela imprensa portugesa de grupos de hackers islamicos que protestavam contra a decisão do governo angolano em proibir o Islão.
XS
SM
MD
LG