Links de Acesso

Escândalo de emails "abre " convenção do Partido Democrata

  • Redacção VOA

Debbie Wasserman Schultz

Debbie Wasserman Schultz

Presidente Comité do Partido Democrata renuncia no dia da abertura da convenção.

A Convenção do Partido Democrata arranca nesta segunda-feira, 25, na Filadélfia, envolvida em problemas.

Quando se pensava que o apoio do pré-candidato Bernie Sanders a Hillary Clinton tinha sarado as feridas abertas durante as eleições primárias, surge uma confrangedora fuga de emails da presidente da Comité Nacional Democrata, em que ela não só apoia a ex-primeira-dama, como instrui trabalhadores a sabotar a campanha de Sanders.

Debbie Wasserman Schultz pediu demissão do cargo e, ao contrário do previsto, não vai discursa na abertura da convenção hoje à noite.

Schultz foi recebida com apupos num encontro com delegados da Flórida, que, com cartazes, lembravam os mais de 19 mil emails em que instruiu trabalhadores contraBernie Sanders.

Apoiantes do senador já estavam decepcionados pelo facto Hillary Clinton ter deixado de lado alguns dos favoritos dos eleitores mais liberais, como a senadora norte-americana Elizabeth Warren, de Massachusetts, e selecionado o moderado senador Tim Kaine, da Virgínia, como candidato a vice-presidente.

Com esta fuga, eles podem incendiar a convenção, apesar de nesta tarde Sanders ter dito que “estamos aqui para apoiar Hillary Clinton”.

Entretanto, antes, em entrevista à CNN, Bernie Sanders considerou os emails de um “ultraje” , mas disse que não ter ficado chocado com os mesmos porque, reiterou, há seis meses denunciou que o comité apoiavaHillary Clinton.

Por seu lado, a antiga secretária de Estado emitiu uma declaração em que agradece à presidente do comité a organização da convenção que ela considerou histórica e que, para ela, será um sucesso.

O Presidente Barack Obama também pronunciou-se sobre o assunto ao dizer que Debbie Wasserman Schultz “conseguiu unir os democratas, não apenas durante a campanha para a reeleição em 2012”, mas também que todos tinham uma visão compartilhada dos valores e objectivos democratas, “como a recuperação económica, justiça social e civil e saúde para todos os americanos”.

Polémica à parte, os democratas levam todo o seu arsenal para Filadélfia.

A lista de oradores é liderada pelo Presidente Barack Obama e pela primeira-dama, Michelle Obama, que deve falar ainda nesta segunda-feira.

O ex-presidente e marido de Hillary, Bill Clinton, discursa na quinta-feira e Bernie Sanders, também tem presença confirmada.

No campo dos famosos, estão confirmadas as presenças as atrizes América Ferrera e Eva Longoria, a cantora Demi Lovato, a advogada Star Jones e os ex-jogadores da NBA, Kareem Abdul-Jabbar e Jason Collins.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG