Links de Acesso

EUA investigam suspeitas de suborno pela Halliburton em Angola


EUA investigam suspeitas de suborno pela Halliburton em Angola

EUA investigam suspeitas de suborno pela Halliburton em Angola

Companhia de serviços da área petrolífera já pagou multa em 2009 relativa a subornos na Nigéria

A empresa americana de serviços petrolíferos Halliburton é alvo de uma investigação das autoridades nos Estados Unidos, por suspeita de suborno de entidades estrangeiras.

De acordo com o jornal The Wall Street Journal, a empresa confimou que está a responder a uma intimação da Comissão de Valores e Transacções (conhecida nos Estados Unidos como SEC), relativa à possível violação das leis americanas sobre suborno, nas suas operações em Angola.

Documentos apresentados à entidade reguladora dos mercados financeiros indicam que a empresa se reuniu com a SEC e o Ministério da Justiça, no último trimestre de 2011, para os informar de um inquérito interno e providenciar documentos.

A Halliburton disse que entregou "todos os documentos relevantes" em resposta a uma intimação da SEC, no ano passado.

"Ao que nos é dado saber, um dos nossos funcionários também recebeu uma intimação da SEC, relacionada com este assunto", disse a empresa em documentos entregues à entidade reguladora.

Nem aquela entidade nem a Halliburton quiseram comentar o assunto.

Esta não é a primeira vez que a Halliburton, em tempos dirigida pelo ex vice-presidente americano Dick Cheney, tem problemnas devido à violação das leis americanas sobre suborno de entidades estrangeiras.

Em Fevereiro de 2009, a empresa e a sua subsidiária Kellogg Brown & Root Inc. pagaram uma multa de 579 milhões de dólares, em resposta a acusações de pagamento de subornos a governantes da Nigéria. Os pagamentos ocorreram entre 1994 e 2004 e envolveram outras três empresas, parceiras das americanas num projecto de gás natural.

XS
SM
MD
LG