Links de Acesso

Eleições na Guiné-Bisssau adiadas para Abril ou Maio

  • Alvaro Ludgero Andrade

Presidente Serifo Nhamadjo presidente interino da Guiné-Bissau

Presidente Serifo Nhamadjo presidente interino da Guiné-Bissau

Os dias 13 de Abril e 4 de Maio estão sobre a mesa de Serifo Namadjo

O presidente de transição da Guiné-Bissau Manuel Serifo Namadjo deve anunciar nos próximos dias o adiamento das eleições presidenciais e legislativas previstas inicialmente para o dia 16 de Março.


Fontes da VOA garantem que o adiamento das eleições reúne consenso entre os diversos actores da Guiné-Bissau ouvidos nos últimos dias pelo Presidente de Transição.

Manuel Serifo Nhamajo reuniu-se com os partidos políticos, governo, militares e representantes de organizações internacionais na tentativa de encontrar uma nova data, depois de muitos apelos para alargar o prazo do recenseamento e, consequentemente, adiar as eleições.

O dia 13 de Abril é uma data proposta por algumas das chamadas forças vivas da Guiné-Bissau, no entanto, o PAICG defende que as eleições decorram a 4 de Maio.

A proposta foi feita pelo novo presidente do PAICG Domingos Simões Pereira, como o próprio disse à VOA.

"Tendo em conta a necessidade de alargamento do prazo do recenseamento e o prazo de 60 dias para se apresentar as candidaturas, do nosso ponto de vista, o dia 4 de Maio é o mais indicado", disse Simões Pereira, que, no entanto, espera decisão do Presidente de Transição.

Nos próximos dias Manuel Serifo Nhamajo deverá levar a nova proposta ao Conselho de Estado antes de aunciar à Nação a nova data das eleições.
XS
SM
MD
LG