Links de Acesso

Eduardo dos Santos reconhece "falta de rigor e disciplina"

  • Redacção VOA

José Eduardo dos Santos

José Eduardo dos Santos

Presidente apresentou ao congresso do MPLA "desígnios" para o país

A falta de rigor e disciplina foi hoje apontada pelo presidente Eduardo dos Santos como uma das causas dos problemas a que Angola faz face.

Eduardo dos Santos efectuava o seu segundo discurso ao congresso do seu partido o MPLA na presentação de uma moção de 10 desígnios para o país que foi aprovada.

Esses 10 desígnios incluem a reforma do Estado, a valorização dos recursos humanos, o conhecimento e as qualificações profissionais e ainda o desenvolvimento sustentável.

José Eduardo dos Santos disse hoje aos congressistas que a moção de estratégia do MPLA foi inspirada na agenda nacional de consenso apresentada e discutida nos anos 2005 e 2007 em fóruns que reuniram várias sensibilidades do país.

“Promover o desenvolvimento de uma sociedade civil participativa e assegurar a inclusão de todos os cidadãos sem discriminação”, disse.

Outros desejos de José Eduardo dos Santos têm a ver com a promoção do desenvolvimento humano e qualidade de vida dos angolanos com a erradicação da fome e a pobreza, a criação de emprego, a garantia do desenvolvimento harmonioso do território promovendo a descentralização e a municipalização, entre outros.

O presidente do MPLA reconheceu que nem os planos e programas elaborados pelo seu partido têm sido cumpridos por “falta de rigor e disciplina na sua execução”.

O congresso do MPLA deverá reconduzir esta Sexta-feira, 19, José Eduardo dos Santos para a liderança partidária, eleger um novo Comité Central e um Bureau Político, sendo certo que um destes órgãos partidários integrarão dois filhos do presidente angolano.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG