Links de Acesso

Ébola: São Tomé ordena patrulhas marítimas

  • Redacção VOA

Uma vitima do Ébola na Libéria

Uma vitima do Ébola na Libéria

Autoridades receiam entrada de clandestinos infectados; Serra Leoa ordena recolher obrigatório de quatro dias

As forças armadas de SãoTome e Príncipe vão começar a patrulhar a costa para impedir a entrada clandestina no pais de imigrantes ilegais da África Ocidental.

Trata-se de uma medida de prevenção contra o Ébola que já causou a morte de 1.089 pessoas na Libéria, 517 na Guiné-Conacri e 491 na Serra Leoa. A Nigéria, declarou 22 casos e oito mortos.

Num comunicado o governo são tomense disse que para além das patrulhas mantêm-se "as decisões tomadas no que concerne à saída e entrada nos aeroportos e portos de São Tomé e do Príncipe de aeronaves e embarcações de e para os países onde já se registam casos de Ébola".

A Serra Leoa anunciou entretanto que vai impor um recolher obrigatório de quatro dias em todo o país como forma de tentar conter a propagação do vírus do Ébola.

De 18 a 21 de Setembro, toda a população da Serra Leoa terá de permanecer nas suas casas.

A medida tem como objetivo permitir que os profissionais de saúde identifiquem e isolem novos casos de Ébola, para evitar que a doença se espalhe ainda mais, disse Ibrahim Ben Kargbo, um conselheiro presidencial.

"A abordagem agressiva é necessária para lidar com a propagação do Ébola de uma vez por todas", afirmou.

OMS acelera testes de vacinas e outros tratamentos

A Organização Mundial de saúde disse que vai acelerar o envio de tratamentos experimentais para as zonas afectadas pelo Ébola.

A OMS disse que o sangue de sobreviventes da doença pode ser usado imediatamente para tratar pessoas infectadas com o vírus. Estudos indicam que transfusões de sangue de sobreviventes do Ébola podem ajudar outros pacientes a combaterem a doença.

A OMS disse ainda que vai dar prioridade ao desenvolvimento clinico de duas promissoras vacinas que poderão estar disponíveis até ao fim do ano.

A directora geral da OMS disse que os testes preliminares das vacinas deverão terminar em Novembro

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG