Links de Acesso

Mãos Livres pede investigação total e independente dos confrontos do Huambo

  • Redacção VOA

David Mendes

David Mendes

Autoridades recusam acesso de partidos e activistas ao líder da seita religiosa detido em parte incerta.

O advogado angolano David Mendes pediu hoje, 24, uma investigação independente para se saber precisamente o que se passou no Huambo entre as autoridades e membros da seita religiosa A Luz do Mundo.

David Mendes, da Associação Mãos Livres, disse não se saber ao certo o número de vitimas desses confrontos porque “é tudo à base do diz-que-diz".

Por isso, acrescentou, é preciso que investigadores tenham livre acesso ao local "inclusive" às áreas “onde se presume que foram enterrados corpos em valas comuns” para que se possa fazer uma investigação de forma “independente”.

Para isso, disse David Mendes, é preciso o acesso livre a todas as áreas e que o Governo garanta a segurança dos investigadores.

Mendes confirmou a intensão da sua organização de defender em tribunal o dirigente da seita, José Julino Kalupeteka, cujo paradeiro desconhece.

“Até agora todas as diligências que foram feitas (para saber do paradeiro de Kalupeteka) não resultaram efeito”, concluiu aquele advogado.

XS
SM
MD
LG