Links de Acesso

Duas centenas de empresas fecharam as portas na Huila

  • Teodoro Albano

Grande Hotel da Huíla

Grande Hotel da Huíla

Crise económica e financeira deixa centenas de desempregados.

Na província angolana da Huila, cerca de 200 empresas fecharam as portas em 2015, deixando no desemprego centenas de pessoas.

A crise económica e financeira causada pela cada vez mais acentuada baixa do preço do petróleo no mercado internacional está na origem dessa situação.

“Na província da Huíla pensamos nós que pelos dados que nos têm chegado nós estimámos já em quase duzentas empresas que fecharam as portas na província, em todos os sectores particularmente no sector da construção civil, revelou presidente da Associação Agro-pecuária, Comercial e Industrial da Huíla (AAPCIL), Paulo Gaspar.

A Inspecção-Geral do Trabalho na Huíla, admite também que o quadro vigente é assustador.

“Ao longo do ano nós temos recebido muitas inquietações por parte das empresas propondo a redução do pessoal porque já não conseguem suportar o volume de trabalhadores porque o seu negócio baixou substancialmente”, reconheceu Gualtério Venâncio.

Aquele responsável fez saber que grande parte das empresas em dificuldades é do ramo da construção civil e o trabalho de aconselhamento do sector tem sido para que os despedimentos sejam feitos no quadro dos limites da lei.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG