Links de Acesso

Dois moçambicanos atacados em Durban

  • Simião Pongoane

Cerca de 200 moçambicanos pediram a Maputo para os ajudar a regressar a casa.

Dois moçambicanos estão a recuperar de agressões físicas devido à onda de violência contra estrangeiros que assola alguns bairros da cidade sul-africana de Durban.

Os dois moçambicanos foram agredidos em incidentes separados. Um já teve alta do hospital, o outro continua no Hospital de Umlazi.

Atá agora nenhum moçambicano que perdeu a vida num incidente relacionado com xenofobia.

Mas os casos de agressão física agitam os refugiados nos campos de Chatsworth e Isipingo.

Alguns pediram apoio ao Consulado Moçambicano em Durban para regressarem a Moçambique, estando agora à espera de transporte.

Entretanto, o embaixador de Moçambique na África do Sul Fernando Fazenda, chega amanhã a Durban para um encontro com o presidente do município de Durban sobre a situação.

Mais de 200 moçambicanos, incluindo mulheres e crianças, estão refugiados nos campos de Isipingo e Chatsworth.

A xenofobia afecta cidadãos de outros países africanos, sobretudo do Zimbabwe e da República Democrática do Congo Democrático.

XS
SM
MD
LG