Links de Acesso

Donald Trump desiste de investigar Hillary Clinton

  • Redacção VOA

Donald Trump e Hillary Clinton

Donald Trump e Hillary Clinton

Na campanha, o Presidente eleito disse que enviaria Hillary Clinton à prisão.

O Presidente eleito nos Estados Unidos, Donald Trump, não insistirá nas investigações contra sua antiga adversária na corrida presidencial, Hillary Clinton, devido ao caso dos e-mails, como prometeu durante a campanha eleitoral.

"Acho que quando o presidente eleito diz (...) que não deseja buscar a abertura desse processo, envia uma mensagem forte, em tom e conteúdo a seus colegas republicanos", afirmou a antiga directora de campanha e actual assessora de Trump Kellyanne Conway durante entrevista à cadeia televisiva MSNBC.

Durante a campanha, Donald Trump garantiu que, se eleito, iria contratar um procurador especial para investigar o caso dos emails da antiga secretária de Estado e da sua Fundação Clinton.

Afirmou, inclusive, que Hillary iria para a prisão.

Nesta terça-feira, 22, Conway afirmou que Hillary Clinton "ainda tem que enfrentar o facto de a maioria dos americanos não a considerar honesta ou confiável".

"Se Donald Trump pode ajudá-la a fechar esta ferida, talvez seja um bom passo não insistir na investigação", acrescentou.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG