Links de Acesso

Dois tribunais federais suspendem a nova ordem de restrição de viagens emitida pelo Presidente Trump


As ordens executivas foram também alvo de manisfestações em várias partes dos EUA.

As ordens executivas foram também alvo de manisfestações em várias partes dos EUA.

A ordem deveria entrar em vigor hoje afectando cidadãos da Síria, Irão, Líbia, Somália, Iémen e Sudão.

Dois tribunais federais dos Estados Unidos emitiram ordens de suspensão temporária da segunda tentativa do Presidente Donald Trump de usar uma ordem executiva para limitar as entradas no país.

Na quarta-feira, o juiz federal Derrick Watson, de Hawai, determinou uma suspensão de emergência na ordem executiva de Trump, que visava impedir temporariamente a entrada dos Estados Unidos de grande parte dos refugiados, bem como em viajantes de seis países de maioria muçulmana.

Watson disse que o Estado de Hawai mostrou uma probabilidade forte do sucesso nas suas reivindicações de que a ordem viola a Constituição dos Estados Unidos, que impede a discriminação religiosa.

Em Maryland, outro juiz federal também citou os comentários de Trump na emissão de uma injunção separada, hoje, mas essa decisão se aplica apenas ao banimento de vistos da ordem e não ao programa de refugiados.

Tal como a anterior, a nova ordem de Trump é tida pelos críticos como discriminatória contra os muçulmanos. A ordem deveria entrar em vigor hoje, 16 de Março.

Os países abrangidos pela ordem são Síria, Irão, Líbia, Somália, Iémen e Sudão.

A sua Opinião

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG