Links de Acesso

Doença misteriosa mata em Namibe

  • Armando Chicoca

Criança subnutrida em Namibe

Criança subnutrida em Namibe

Populares reclamam por água.

Os sobas da comuna do Caitou, no município da Bibala, em Namibe, manifestam-se apreensivas com o silêncio das autoridades frente a uma doença desconhecida que está a dizimar vidas humanas. A informação foi revelada pelo soba do Lungo, Viye Kaluvi, numa das emissões da Rádio Namibe, em que o ancião alegou ter perdido quatro membros da sua própria família em consequência dessa doença desconhecida.

Kaluvi fez saber que a peste também atingiu as localidades de Vity viyela, Kavimbangala, Muvanda, Seke e outras paragens na jurisdição do outro soba, cujo nome não revelou, nas proximidades de Camucuio.

"Agora o que me falta fazer, talvez é contar todas as pessoas que já morreram e passar a registar os que morrem para não dizerem que estou a falar à toa, uma vez que as pessoas estão a morrer em todos os quimbos", disse o soba.

A VOA apurou no que interior da província do Namibe a existência de fome acentuada.

O caso é ainda mais grave nas localidades em que durante os últimos cinco anos consecutivos nunca choveu.

Algumas crianças apresentam sinais de desnutrição (foto).

A falta de água potável constituiu outro grave problema. Nos poços de onde tiram água para beber, os populares tomam banho e lavam a roupa.

A VOA tentou ouvir as autoridades governamentais, mas sem sucesso.

Recorde-se que, através do ministro angolano da Agricultura Afonso Pedro Canga, Angola assinou muito recentemente a Carta de Milão, documento que defende o acesso a alimentos saudáveis, água limpa e energia a todos os habitantes do planeta.

Considerada legado da expo 2015, que teve como lema “alimentar o planeta, energia para a vida”, a Carta de Milão é uma iniciativa do Governo italiano destinada a impulsionar a procura de soluções para os desafios relacionados com a comida e a nutrição dos povos.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG