Links de Acesso

Director de jornal turco que revelou envio de armamentos para islamitas é preso

  • Redacção VOA

Can Dündar

Can Dündar

O director do jornal turco Cumhuriyet, Can Dundar, e o responsável pela delegação em Ankara, Erdem Gül, foram presos nesta quinta-feira e acusados de “espionagem” e “divulgação de segredos de Estado”, por terem publicado um vídeo em que, afirmavam, que os serviços secretos turcos estavam a entregar armas aos islamitas na Síria.

A detenção acontece uma semana depois de Can Dundar ter recebido em Estrasburgo, na França, o prémio para a Liberdade de Imprensa dos Repórteres Sem Fronteiras (RSF) e da TV5 Monde.

Na altura, já havia ameaças de que os jornalistas daquele órgão poderiam ser presos, ao ponto dos RSF e a TV5 Monde escrever em comunicado que “se forem presos, será uma prova suplementar de que o poder turco está pronto a usar métodos de outros tempos para extinguir o jornalismo independente na Turquia.

A denúncia aconteceu em Maio de 2014 através de um vídeo e, na altura, Presidente turco Recep Tayyip Erdogan apresentou pessoalmente uma queixa contra Can Dundar e disse que ele “ia pagar caro”.

O vídeo mostrava armas e munições, escondidas sob caixas de medicamentos a caminho dos islamitas.

A Turquia é apontada em diversos relatórios internacionais como um país onde se registam graves violações da liberdade de imprensa

XS
SM
MD
LG