Links de Acesso

Diplomatas americanos realizam visita rara a Harare

  • Redacção VOA

Zimbabwe

Zimbabwe

Harare quer reatar relações co Washington, mas desaparecimento de activista pode complicar o processo.

Dois diplomatas americanos visitam o Zimbabwe esta semana, uma rara ocorrência nos últimos anos devido às relações frias entre os dois países, e numa altura em que o país quer o fim das sanções impostas aos seus líderes.

Uma nota do Governo americano indica que a secretária adjunta para os assuntos africanos Shannon Smith e o secretário adjunto para o Bureau de Democracia, Direitos Humanos e Trabalho irão se reunir com funcionários do Governo, empresários e organizações da sociedade civil durante a visita de quatro dias.

O secretário permanente do Ministério dos Negócios Estrangeiros do Zimbabwe Joey Bimba reiterou que o seu Executivo quer reatar as relações com Washington.

Os Estados Unidos da América e outros países do ocidente impuseram sanções à liderança do Zimbabwe em 2002, após relatos de fraude eleitoral e abuso dos direitos humanos.

O analista independente Pedzisai Ruhanya disse à VOA que os visitantes irão analisar o clima político no Zimbabwe e o partido no poder, Zanu-PF.

"Irão verificar se o ambiente político é suficientemente estável para o Governo americano rever as suas políticas em relação ao Zimbabwe,” disse Ruhanya.

Ao recordar que a União Europeia suspendeu as sanções, excepto no que tem a ver com a primeira-dama e o presidente, Ruhanya afirmou que os visitantes “irão se decepcionar por causa do desaparecimento do activista de direitos humanos Itai Dzamara”.

“O que o Zanu-PF está a fazer não vai ajudar na busca de relações com a América," sublinhou Ruhanha.

O activista Itai Dzamara desapareceu a 9 de Março. A polícia zimbabueana informou que a esposa de Dzamara viu-o pela última vez quando cinco homens forçaram-no a entrar numa viatura e partiram.

A oposição acusa o Governo de Roberto Mugabe de ter orquestrado o acto.

O vice-presidente Emmerson Mnangagwa reconheceu que o Governo tem problemas com o activista desaparecido, mas declinou a acusação.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG