Links de Acesso

Chefes da diplomacia angolana e portuguesa procuram novas áreas de cooperação

  • Redacção VOA

Georges Chikoti diz haver muitas vantagens para ambos países

MNE português inicia visita de três dias a Luanda

Os chefes da diplomacia de Angola e Portugal assinaram um documento nesta sexta-feira, 10, em Luanda, que cria uma Comissão Mista e institui encontros diplomáticos regulares para analisar as relações bilaterais e projectos de cooperação.

Ao intervir no início da reunião com o seu homólogo português, o ministro das Relações Exteriores de Angola, Georges Chikoti, considerou haver condições para uma maior aproximação entre os dois países, nomeadamente no sector dos negócios e no desenvolvimento de parcerias público-privadas.

Para tal, continuou,”é importante o fortalecimento das relações político-diplomáticas”

Chikoti afirmou ainda que a visita de Augusto Santos Silva deve servir para o “intercâmbio de ideias sobre as possibilidades e as formas de estimular a cooperação económica”, que apresenta um “universo de oportunidades” que merecem ser mais exploradas, nomeadamente a agricultura.

Por seu lado, o ministro dos Negócios Estrangeiros português Augusto Santos Silva, classificou de "muito ricas e muito densas" as relações bilaterais entre Portugal e Angola, e anunciou as visitas do ministro angolano da Agricultura a Lisboa e da ministra da Justiça portuguesa a Luanda.

O protocolo assinado hoje vai permitir relançar novas áreas de cooperação, entre elas, económica, científica e tecnológica e a formação diplomática.

Georges Chikoti considerou, no entanto, haver muito trabalho a ser feito com vantagens para Angola e Portugal.

Os dois governos preparam também deslocações do Presidente e do primeiro-ministro de Portugal a Angola, eventualmente, ainda neste semestre.

XS
SM
MD
LG