Links de Acesso

Dilma Rousseff promete consulta popular se regressar à Presidência

  • Redacção VOA

Dilma Rousseff

Dilma Rousseff

Presidente suspensa diz que "é o melhor meio de lavar e enxaguar essa lambança que está sendo o Governo Temer”.

A Presidente brasileira afastada Dilma Rousseff admitiu realizar uma consulta popular caso ela reassumir o cargo depois da votação no Senado, prevista para acontecer nos primeiros dias de Agosto.

Em entrevista à TV Brasil, Rousseff voltou a defender seu mandato e a chamar o processo de impugnação de golpe e não poupou críticas ao presidente afastado da Câmara Eduardo Cunha e ao Presidente interino Michel Temer (PMDB).

O Governo Temer é a síntese do que pensa o Eduardo Cunha. O Governo Temer expressa claramente a pauta do Eduardo Cunha. Eu acho que a pauta é do Cunha e que ele hegemoniza o grupo que constitui o Governo Temer”, acusou a Presidente afastada que, na entrevista,rejeitou propostas para introdução do parlamentarismo no Brasil.

“Acho gravíssimo que os golpistas comecem a falar em semi-parlamentarismo porque o centro foi para a direita e eles querem mudar o sistema. Nós temos de criar as condições pela reforma política para que isso não ocorra. E acho que em qualquer hipótese, a consulta popular é o melhor meio de lavar e enxaguar essa lambança que está sendo o Governo Temer”, disse Dilma Roussef.

Sem dar mais detalhes, Dilma admitiu uma "consulta popular", que “pode ser um plebiscito”.

É a primeira vez que a Presidente afastada admite uma consulta popular, embora o seu partido, o PT, tenha defendido eleições gerais antecipadas.

XS
SM
MD
LG