Links de Acesso

Dilma Roussef anuncia cortes orçamentais para combater a crise


Dilma Rousseff

Dilma Rousseff

Todos os sectores serão afectados, incluindo saúde, educação e desenvolvimento social.

O Governo brasileiro vai anunciar nesta-sexta, 22, um corte no Orçamento de 2015 que pode ascender a 69 mil milhões de reais, cerca de 23 mil milhões de dólares

A medida pretende fazer frente à redução das receitas do Estado e à ameaça do Congresso em fazer um duro ajustamento no Orçamento.

O corte é o maior desde que o Partido dos Trabalhadores(PT) assumiu o poder, em 2002, com Lula da Silva.

Com esta decisão, a Presidente Dilma Roussef pretende combater o cepticismo do mercado que não acredita numa rápida recuperação da económica brasileira.

Ao definir o tamanho do corte, o Executivo estimou que o país terá uma retracção de 1,2 por cento do Produto Interno Bruto neste ano, pior do que a previsão anterior que foi de 0,9 por cento. A inflação oficial será de 8,26 por cento, bem acima da meta de 4,5 por cento.

O corte vai afectar 49 mil milhões de reais (18 milhões de dólares) das despesas propostas pelo Governo e 20 mil milhões de reais (sete mil milhões de dólares) das emendas parlamentares, ou seja, recursos destinados por deputados e senadores para serem aplicados nos seus círculos eleitorais.

Fontes da Governo revelam que o corte não vai poupar nenhuma área do Governo federal, afectando sectores como saúde, educação e desenvolvimento social, embora em menor escala.

XS
SM
MD
LG