Links de Acesso

Dhlakama ameaça e diz que Frelimo vai aprovar regiões autónomas

  • Redacção VOA

Afonso Dhlakama

Afonso Dhlakama

Líder da Renamo afirma que, se quisesse, podia organizar manifestações e tomar o poder.

O presidente da Renamo Afonso Dhlakama reiterou que a Frelimo vai aprovar a proposta para a criação de regiões autónomas caso contrário o Presidente da República não vai poder governar. O líder da oposição rejeitou a ideia de que vai recorrer às armas e disse que se quisesse podia fazer um apelo popular e milhares de pessoas sairiam à rua, provocando a queda do governador de Manica, onde se encontra.

Em declarações a uma rádio local em Chimoio, Dhlakama disse ter ido a Santunjira reunir-se com as pessoas e não preparar nenhum ataque militar porque não vai recorrer às armas, mas destaca o apoio popular que desfruta.

"Viu as pessoas que vieram o mato aqui e encheram este lugar num minuto ? Se quiser organizo marchas e avançaremos pelas ruas e o governador de Manica, terá de correr", disse Dhlakama.

Para o líder da Renamo, o Presidente da República necessita da sua ajuda porque Filipe Nyusi deve querer govenar, apesar, segundo Dhlakama, ele não ter ganho a eleição presidencial, mas sim a fraude.

O presidente da Renamo lembra o que aconteceu no Egipto, onde o antigo Presidente Hosni Mubarack caiu apenas com manifestações, apesar de contar com exército e polícia mais poderosos que os de Moçambique.

Apesar de vários sectores da Frelimo terem manifestado a sua oposição ao projecto de criação de regiões autónomas apresentado pela Renamo, Afonso Dhlakama diz estar confiante que a legislação, em debate a partir do próximo dia 31, será aprovado.

« Eles vão aprovar sim porque o Nyusi quer governar. Se eles não aprovarem, eu tomo conta disto, eles vão se embora e acabou », concluiu Dhlakama.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG