Links de Acesso

Dezenas de crianças envenenadas no Namibe

  • Armando Chicoca

Crianças do Namibe

Crianças do Namibe

Fruto silvestre foi a causa. Não há vítimas mortais

Dezenas de crianças foram hospitalizadas no Namibe depois de comerem um fruto venenoso conhecido por “Mumbulombolo”.




Pelo menos 44 crianças receberam tratamento nos centros de saúde dos bairros eucaliptos e do Forte Santa Rita durante o fim de semana passado e só Quinta-feira começaram a receber alta.

O número total de vítimas ascende a 54.

Todas as crianças de idade entre os 3 e 13 anos sofreram de vómitos, diarreias e desmaios.

O cenário causou pânico no seio da população daquele bairro ligado a população vulnerável

António Mesquita, de 13 anos de idade, uma das vitimas e em estado de convalescença, depois de ter sido hospitalizado por intoxicação, já junto de seus pais, explicou que foi convidado por amigos a provar aquela fruta deliciosa que se assemelha à ginguba.

Familiares depois de terem visto seus petizes fora do perigo, não se coibiram com censura imposta, disseram que conhecem o indivíduo que depositou o respectivo fruto silvestre, num local de fácil acesso ás crianças.

O Chefe do centro de Saúde do Bairro Eucalipto, o enfermeiro Luís Bento disse a voz de América que o pior já passou, restando apenas um conselho para os pais e encarregados de educação dos petizes a terem maior responsabilidade para com os menores.

A Voz de América, no Namibe soube de fonte segura que especialistas da polícia de investigação criminal estão no encalço de presumível autor deste desaire para a sua responsabilização criminal.

Algumas fontes dizem que o individuo tinha podado a arvore do fruto .
XS
SM
MD
LG