Links de Acesso

Dezenas de angolanos terão sido presos em rusga contra imigrantes ilegais

  • Redacção VOA

Dirigente de movimentoo pró-autonomia das Lundas diz que 174 jovens foram levados do Cafunfo para o Cuango.

Dezenas de jovens angolanos foram presos no Cafunfo numa rusga que as autoridades dizem ter tido como alvo imigrantes ilegais, disse o líder do Movimento do Protectorado das Lundas José Mateus Zecamutchima.

Zecamutchima, cuja organização luta pela autonomia das Lundas, disse à VOA que 174 jovens foram presos e transportados depois para o Cuango são “cidadãos da Lunda Tchokwe”.

Aquele activista recordou que recentemente registaram-se confrontos no Cafunfo entre jovens e a polícia pelo que a detenção desses jovens é suspeita.

José Mateus Zecamutchima acrescentou, por outro lado, que corpos foram vistos no rio Cuango desconhecendo-se a sua identidade, mas afirmou que no passado pessoas mortas pela polícia foram deitadas ao rio. Admite, no entanto, que os corpos sejam resultado de confrontos entre garimpeiros.

O dirigente do Movimento do Protectorado das Lundas disse que até ao meio da tarde desta segunda-feira, 29, nenhum dos jovens levados para o Cuango tinham sido deportados apra a República Democrática do Congo.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG