Links de Acesso

Desobediência civil começa esta sexta-feira na Guiné-Bissau

  • Redacção VOA

Grupos da sociedade civil ameaçam paralisar o país.

Organizações da sociedade civil da Guiné-Bissau ameaçam paralisar o país a partir desta-sexta-feira, 21, como resposta à decisão do Pesidente José Mário Vaz de nomear Baciro Dja primeiro-ministro.

Tanto a Aliança Nacional pela Democracia como o Movimento Nacional da Sociedade Civil dizem que vão paralisar os transportes e apelar aos trabalhadores públicos que fiquem em casa.

O Presidente da República é acusado por aquelas organizações de criar a instabilidade no país ao tomar uma decisão "ilegal".

A Aliança Nacional pela Democracia admite, inclusive, recorrer ao Supremo Tribunal de Justiça para fazer derrubar o decreto presidencial de José Mário Vaz.

A Aliança é uma plataforma que congrega partidos políticos, sindicatos e associações patronais.

O Movimento Nacional da Sociedade Civil, por seu lado, é integrado por cerca de 160 organizções sociais.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG