Links de Acesso

Deputados desafiados a processar o Presidente angolano

  • Coque Mukuta

Jornadas Parlamentares da oposição, Angola

Jornadas Parlamentares da oposição, Angola

Isaías Samakuva aponta crimes de suborno, peculato e corrupção

O presidente da Unita, Isaías Samakuva, desafiou ontem, 8, na abertura das primeiras jornadas parlamentares conjuntas dos partidos da oposição os deputados angolanos a moverem um processo para a responsabilização do Presidente da República por crimes de suborno, peculato e corrupção.

Questionado pela VOA, o jurista e deputado da Casa-CE, Lindo Bernardo Tito, recorreu à Constituição para dizer que os deputados vão “analisar a viabilidade e recolher os indícios de provas para o competente processo. “vamos colher as provas e avaliar a viabilidade para o efeito”.

Por sua vez, Adalberto Costa Júnior, deputado da Unita, afirmou que, além dos deputados da oposição, os próprios deputados do MPLA deviam interessar-se pela responsabilização de Santos pelos crimes de suborno, peculato e corrupção.

“Penso que nem mesmo os deputados do MPLA querem um dirigente que desvia”, disse.

Sem gravar entrevista, o jurista David Mendes lembrou o processo que tinha dado entrada na Procuradoria-Geral da República.

Na altura Procurador-Geral da Republica mostrou-se incapaz de levar avante o processo contra o Presidente da República.

No entanto, David Mendes afirma que, com base nos artigos 127, 129 e 161 alinha m) da Constituição da Angola, os deputados podem responsabilizar José Eduardo dos Santos pelos actos referidos pelo presidente da Unita.

Entretanto, neste segundo dia das jornadas parlamentares conjuntas da oposição, ainda nenhum deputado ou grupo parlamentar formalizou qualquer pedido formal à Procuradoria-Geral da República ou anunciou a sua intenção de o fazer.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG