Links de Acesso

Deputados acusados de arrombarem a porta do Parlamento

  • Redacção VOA

Baciro Dja

Baciro Dja

Baciro Djá, apontado como lider dos deptuados revoltosos, refuta a acusação.

A porta principal do Parlamento da Guiné-Bissau foi arrombada por alguns deputados nesta quinta-feira, de acordo com um comunicado da Assembleia Nacional Popular (ANP).

"O Conselho de Administração da ANP deu conhecimento desta grave violação das instalações às autoridades competentes", diz a nota, que atribui o "arrombamento" a alguns parlamentares "comandados pelo ex-deputado Baciro Djá, apesar da suspensão da sessão”.

Baciro Djá, nomeado primeiro-ministro pelo Presidente da República depois da demissão de Domingos Simões Pereira, sem no entanto ter desempenhado cargo, negou hoje o arrombamento, ao falar no hemiciclo.

Djá garantiu que as portas da ANP abrem com qualquer chave.

A confusão está instalada desde segunda-feira depois de os 15 deputados do PAIGC expulsos do partido e cujos mandatos foram cassados por se terem recusado a abandonar o Parlamento.

O PRS, na oposição, também condenou a decisão da ANP e o seu líder parlamentar Alberto Nambeia, assumiu a presidência do órgão.

Hoje, o presidente do Parlamento Cipriano Cassamá determinou a suspensão da sessão por falta de condições de segurança.

Entretanto, há momentos as duas principais bancadas, PAIGC e PRS, agendaram para 26 de Janeiro um debate sobre a situação política do país.

XS
SM
MD
LG