Links de Acesso

Demolições de residência em Viana provocam manifestações

  • Coque Mukuta

Demolições em Viana

Demolições em Viana

Moradores acusam governador de estar por trás das demolições.

O Administrador de Viana, Manuel Mateus Caterça é acusado de ter mandado destruir casas de populares, localizadas nas proximidades da via expresso, na zona da Sapú II, município de Viana em Luanda.

Segundo populares que falaram com a VOA no local, a administração assinou a ordem de embargo de mais de 200 residências construídas num terreno supostamente pertencente a Amadeu Maurício, antigo alto funcionário do BNA, que terá apresentado um documento que lhe atribui a titularidade do mesmo há 15 anos.

Os moradores, entretanto, alegam terem comprado os terrenos numa camponesa que diz ser proprietária dos mesmos há mais de 60 anos.

“O grande problema é que nem fomos notificados e nós temos prioridade porque ela é a proprietária legítima destas terradas”, disse um dos moradores que exigem agora indeminização dos bens perdidos.

“Estamos à espera da indeminização se é dinheiro ou onde é que eles vão nos pôr” afirmou.

A Voz da América constatou que mais de 9 famílias vivem actualmente ao relento, com idosos e crianças.

De recordar que desde o fim de semana passada, a administração de Viana registou uma enchente de cidadãos que se manifestavam exigindo as suas residências de volta.

A VOA contactou Manuel Mateus Caterça, Administrador no município, mas o mesmo remeteu-se ao silêncio, alegando não ter tempo para falar com a VOA.

De recordar que no local os populares acusam Caterça de estar por trás da acção que, segundo os populares, já causou a morte de uma pessoa e o desaparecimento de uma outra, além de prejuízos materiais avultados assim como vários detidos.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG