Links de Acesso

Ex-combatentes ameaçam com violência se não forem recebidos por Guebuza

  • William Mapote

Armando Guebuza: os ex-combatentes querem um encontro com o presidente moçambicano

Armando Guebuza: os ex-combatentes querem um encontro com o presidente moçambicano

Os manifestantes desmobilizaram, mas não reconheceram competência ao ministro do pelouro

Os ex-combatentes do grupo liderado por Hermínio dos Santos exigiram,hoje, um encontro com o Chefe de Estado moçambicano, Armando Guebuza, para a próxima quarta-feira, ameaçando partir para acções mais violentas, caso esta exigência não seja satisfeita.

Depois de terem voltado a sitiar, pelo segundo dia consecutivo, o Gabinete do Primeiro Ministro, Aires Ali, o Ministério do Combatentes convidou,a meio da manhã, dez representantes dos ex-combatentes,para negociações à porta-fechada,numa altura em que os ânimos entre o grupo já começavam a subir.

Os ex-guerrilheiros foram ao encontro e defenderam que o ministro dos Combatentes, Mateus Kida, não era um interlocutor válido para a resolução dos seus problemas e exigiram encontro com o governo, ao mais alto nível,como condição para desmobilizar a manifestação,facto que viria a acontecer a meio da tarde.

No fim do encontro, os desmobilizados não quiseram prestar declarações. Enquanto isso, o Ministério dos Combatentes,através do seu vice,Marcelino Liphola, reiterou abertura do seu pelouro para negoceiar.Contudo,mantém desacordo relativamente às reivindicações do grupo.

Enquanto isso, algumas vozes no seio do Ministério dos Combatentes dizem haver "uma mão externa", não revelada, por detrás das acções dos ex-combatentes.

XS
SM
MD
LG