Links de Acesso

Debates parlamentares não servem para nada, diz político do PRS

  • Manuel José

A pedido da UNITA Assembleia vai discutir demolições

Alguns políticos e analistas sociais consideram que o debate parlamentar sobre demolições que se realiza esta semana na Assembleia Nacional não vai trazer nenhuma alteração.

É o caso do político do PRS Sapalo António e do Sociólogo Carlos da Conceição, o proponente do debate a UNITA pensa que só debatendo o problema se pode resolve-lo.

António considera uma perda de tempo debater qualquer assunto com a maioria do MPLA.

"Esse debate não terá influência nenhuma na governação, esse problema de moradias nem se quer devia ser discutido na Assembleia Nacional", disse.

Este antigo líder parlamentar para quem o parlamento angolano há muito que deixou de exercer a sua verdadeira função.

"A própria Assembleia Nacional não exerce o seu verdadeiro papel de fiscalizar, o MPLA com a sua maioria fabricada tecnicamente, sob orientação do seu presidente acabou com todos esses mecanismos", afirmou.

Quem também se mostra céptico em relação ao debate é o sociólogo Carlos da Conceição, para quem os parlamentares fugiram às suas obrigações.

"O deputado hoje está mais preocupado em ficar no seu Jeep, ir à assembleia nacional com seus livros mas não interage com quem o elegeu, o cidadão comum, o deputado deve saber que tem uma dívida para com o cidadão e deve prestar contas a este", disse.

Raul Danda líder do grupo parlamentar da UNITA defende que o debate 'e sempre necessário para mudar o actual cenário.

"Temos agendado o debate sobre demolições agora em Fevereiro porque é preciso que o estado deixe de agredir as populações, a população quando se revolta dizem que 'é terrorista é isso ou aquilo e o governo depois fica na situação em que ficou o presidente Cabila na RDC há alguns dias, é preciso evitar isso", disse Danda.

Não foi possível ouvir a posição do partido maioritário em relação a este debate sobre as demolições.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG