Links de Acesso

Custo da cesta básica dispara em Angola

  • Coque Mukuta

Nas zonas urbanas, cesta básica custa 40.500 kwanzas e 22,450 nas zonas rurais.

Com a queda do preço do petróleo a nível mundial, Angola conhece desde 2014 uma crise financeira e económica que se acentua diariamente.

Os preços aumentaram exponencialmente, há falta de divisas, a cesta básica disparou.

Especialistas advertem para tempos ainda mais difíceis.

O valor da cesta básica para as zonas urbanas de Angola é de 40.500 kwanzas e de 22,450 kwanzas para as zonas rurais, de acordo com especialistas.

O salário mínimo nacional, no entanto, mantém-se nos 17 mil kwanzas, muito aquém do valor real da cesta básica.

Em contrapartida, o custo de vida subiu cerca de 38 por cento, e os preços não param de aumentar.

O mais recente aumento dos preços das comunicações telefónicas veio complicar ainda a difícil situação dos angolanos e em muitas lojas os preços dos aparelhos são incompatíveis com o poder de compra dos cidadãos.

Para o economista Precioso Domingos, os próximos tempos serão difíceis e aconselha o Governo a gastar menos.

“O Governo tem que passar a consumir menos do que hoje. Uma das causas dos aumentos das taxas é viver acima das suas possibilidades, factura que é depois repassada às famílias”, Disse.

Os bancos também aumentaram os preços de manutenção de contas, passando de 125 kwanzas por trimestre para 150 por mês, ou seja mais do que 200 por cento.

Precioso Domingos explica que essas despesas se justificam com as políticas dos próprios bancos e servem para pagar as suas despesas.

“Isso é do banco não é imposto não é nada. Mas é receita para o banco”, sublinhou.

A VOA tentou falar com alguns bancos mas nenhum mostrou-se disponível.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG