Links de Acesso

Cuba e EUA formalizam relações diplomáticas


Bandeira cubana hasteada em Washington

Bandeira cubana hasteada em Washington

Bandeira cubana hasteada em Washington depois de 54 anos e a dos EUA será deflagradaem Havana a 14 de Agosto.

A bandeira nacional de Cuba foi hasteada na embaixada cubana em Washington nesta segunda-feira, 20, pela primeira vez em 54 anos, à medida que Washington e Havana restauraram formalmente suas relações, abrindo um novo capítulo no relacionamento entre os ex-rivais na Guerra Fria.

Em Washington, o ministro das Relações Exteriores de Cuba, Bruno Rodríguez, compareceu à reinauguração da embaixada, um marco diplomático que começou com o anúncio do presidente norte-americano, Barack Obama, e do presidente cubano, Raúl Castro, em 17 de Dezembro.

O chefe da diplomacia cubana, Bruno Rodríguez, exigiu o fim do embargo e a devolução do território no qual está a base naval de Guantánamo num combativo discurso por ocasião da reabertura da embaixada cubana em Washington.

"É grande o desafio porque nunca houve relações normais entre EUA e Cuba apesar de um século e meio de intercâmbios entre os seus povos", destacou Rodríguez.

O ministro felicitou os funcionários de ambos países que participaram das negociações para a normalização das relações por terem conseguido que ondeie de novo em Washington a "bandeira da estrela solitária".

A bandeira içada no edifício que desde 1977 acolhia o Escritório de Interesses de Cuba é a mesma que foi tirada há 54 anos quando os países romperam relações e, desde então, foi conservada por uma "família de libertadores" na Flórida e depois num museu "antecipando que este dia chegaria", destacou Rodríguez.

Em Havana, a bandeira americana apenas será hasteada a 14 de Agosto quando o secretário de Estado norte-americano John Kerry visitar a ilha .

A embaixada funcionará no mesmo edifício onde estava a sede diplomática dos Estados Unidos em Havana até 1961, quando houve o corte das relações.

O edifício só viria a ser reaberto em 1977, depois de um acordo entre o então presidente americano Jimmy Carter e Fidel Castro, para permitir a presença de uma Sessão de Interesses nas respectivas capitais de seus países, sob a protecção da Embaixada da Suíça.

XS
SM
MD
LG