Links de Acesso

Crise política continua na Guiné-Bissau

  • Lassana Casamá
  • Redacção VOA

Baciro Dja, um dos expulsos do PAIGC

Baciro Dja, um dos expulsos do PAIGC

PAIGC expulsa 14 deputados.

O PAIGC, partido no poder da Guiné-Bissau, expulsou nesta quinta-feira, 14 deputados por "violação da disciplina partidária" durante a votação do Programa de Governo realizada a 23 de Dezembro.

O acórdão do Conselho de Jurisdição do PAIGC alega que os 14 deputados, ao não votarem a favor do programa de Governo, contrariaram as instruções dadas de forma expressa pelo bureau político, órgão de decisão partidária.

O outro deputado "rebelde" foi Baciro Djá, que tinha sido expulso depois de ter assumido o cargo de primeiro-ministro a convite do Presidente da República, tendo sido destituído por acórdão do Supremo Tribunal de Justiça.

Para o Conselho de Jurisdição, a atitude dos 14 deputados "é uma conduta subversiva e de traição política grave" aos estatutos do PAIGC”.

Entretanto, para sessão de 18 de Janeiro,fontes da VOA dizem que as duas formações políticas apresentam sinais de reaproximação no parlamento.

O jurista e analista político guineense, Suleimane Cassamá, comenta a situação actual.

XS
SM
MD
LG