Links de Acesso

Crise política agudiza-se em São Tomé e Prínicipe

  • Óscar Medeiros

O maior partido da coligação governamental receia maus resultados eleitorais devido ao fraco desempenho do governo liderado por Gabriel Costa.

Em São Tomé e Príncipe, o MLSTP-PSD decidiu criticar o desempenho do governo que apoiava desde Dezembro de 2012.


O maior partido da coligação governamental receia um mau resultado eleitoral devido ao fraco desempenho do governo liderado por Gabriel Costa.

Gabriel Costa vai aguentando mas, cada vez, mais fragilizado. Depois de cerca de 14 meses de governação, grande parte dos dirigentes do MLSTP-PSD, o maior partido da coligação que garante sustentabilidade parlamentar ao executivo, já não deposita confiança no primeiro-ministro.

Entretanto, quando já corriam informações que o governo estava prestes a cair o MLSTP-PSD, segundo Alcino Pinto, um dos seus vice-presidentes, decidiu dar mais uma oportunidade ao primeiro-ministro.

Com eleições legislativas agendadas para Julho deste ano, o partido liderado por Jorge Amado está preocupado com o seu futuro devido o mau desempenho do governo de Gabriel Costa.

Entrevistado pelo programa “Cartas Na Mesa” da televisão são-tomense, Alcino Pinto, não esconde que muitos dirigentes do MLSTP-PSD discordaram da escolha de Gabriel Costa para o cargo de primeiro-ministro aquando do derrube do XIV Governo Constitucional, pelo facto de o mesmo não pertencer a nenhum dos partidos da coligação.

Ainda assim o vice-presidente do MLSTP-PSD admite que Gabriel Costa irá até ao final da legislatura ou seja atá Agosto de 2014.
XS
SM
MD
LG