Links de Acesso

Crimes sexuais chocam Malanje

  • Isaías Soares

Angola Malanje Hospital geral

Angola Malanje Hospital geral

Jovens e crianças são as principais vítimas.

A sociedade de Malanje diz-se chocada com o recrudescimento de crimes de violência sexual que afectam principalmente crianças, de acordo com relatórios do Comando Provincial da Polícia Nacional em Malanje.

Na primeira semana de Outubro foram registados dois crimes sexuais, mas desta vez o enfermeiro Francisco Mariano Francisco “Bruno”violou uma paciente no centro de saúde da Maxinde.

O presumível violador solteiro de 19 anos de idade está a contas com a justiça como confirmou o chefe do gabinete de comunicação e marketing da Polícia Nacional, o inspector-chefe Junqueira António.

“Tendo sido atendida pelo acusado, enfermeiro em serviço que lhe mandou aguardar, posteriormente ordenou-lhe para uma sala restrita onde consumou o crime”, explicou o inspector-chefe Junqueira António do Gabinete de Comunicação e Marketing da Polícia Nacional em Malanje, confirmando a ocorrência de um outro caso de violação de menor de 14 anos de idade no bairro da Catombe praticado pelo cidadão nacional conhecido apenas por Paizinho.

O psicólogo Pedro Chioia em declarações a VOA disse que as motivações de actos do géneros podem estar relacionados com a falta de maturação do indivíduo, desespero, doença e mental ou incapacitada de para realizar os seus desejos sexuais.

Chioia defende a realização de estudos em relação à particularidade do funcionário de saúde, porquanto durante a formação terá sido dotado de matérias sobre ética e deontologia profissional.

“É preciso que os profissionais tenham auto-domínio, auto-controlo ou tenham também auto-confiança”, disse o psicólogo, justificando que “não é ético e não é aconselhável, porque realizar um acto do género fora do consentimento de outrem é crime”.

O psicólogo aconselhou “estudo desses profissionais, que sejam analisados para ver se estes indivíduos estão bons ou com uma patologia psicológica".

XS
SM
MD
LG