Links de Acesso

Angola: "Apagão" custa milhares de dólares ao Sumbe e Porto Amboím

  • Fernando Caetano

Linha de energia para a barragem do Cambambe foi cortada Terça-feira

Cidadãos e empresários perderam já dezenas de milhar de dólares em prejuízos causados por um corte de energie eléctrica às cidades do Sumbe e Porto Amboím que viram a sua energia cortada na Terça-feira.




Dados recolhidos a partir da direcção da Empresa Nacional de Electricidade- Empresa Pública local, dão conta que a avaria se registou na localidade da Kúa, município do Amboim onde as condições climáticas e florestais têm estado na base das constantes avarias na linha de Cambambe.

Como resultado do “apagão” muitos citadinos já perderam avultadas somas em dinheiro tudo porque produtos pereciveis guardados em arcas e geleiras tiveram que ser deitados para o lixo.

Dona Domingas Manuel munícipe do Sumbe lamenta o facto de ter deitado ao lixo cento e cinquenta quilos de carne de vaca num valor de cerca de dois mil dólares.

Isídro João Paka proprietário de uma lanchonete em Porto Amboím gasta em média na compra de produtos perecíveis entre 5.000 a 7.000 dólares.

Com a falha de luz eléctrica que cada dia vai somando mais despesas, João Paka, está à beira da faléncia .

Se atendermos que as cidades do Sumbe e Porto-Amboim afectadas pelo apagão têm cerca de 800 mil habitantes pelo que os danos causados são avultados.

Até momento que expedimos o trabalho, a ENE ainda não tinha ainda anunciado quando é que o problema seria resolvido.

As empresas estatais e privadas estão funcionar a 40% devido aos custos dos combustíveis para alimentar os seus geradores.

A agencia angop disse a a queda de uma plataforma nas obras de ampliação da barragem de Cambambe provocou quatro mortos.

Um dos quatros mortos é uma cidadaõ angolano e os três outros são um brasileiro, um italiano e um marroquino.
XS
SM
MD
LG