Links de Acesso

Coreia do Sul: Operação na sede da Samsung por suspeita de corrupção envolvendo a Presidente


Edifício da Samsung Electronics (direita) Seoul, Coreia do Sul.

Edifício da Samsung Electronics (direita) Seoul, Coreia do Sul.

A Procuradoria da Coreia do Sul realizou, hoje, uma operação na sede da Samsung como parte da investigação do escândalo de corrupção que afeta a presidente do país, Park Guen-Hye., reporta a AFP.

Esta operação acontece numa altura complicada para a presidente sul-coreana, acusada de ter permitido que a sua amiga Choi Soon-sil utilizasse o relacionamento entre ambas para obrigar algumas das maiores empresas do país, como a Samsung, a realizar grandes doações a fundações criadas por ela e depois usar o dinheiro para fins pessoais.

Reporta-se que Choi, 60 anos, terá se envolvido supostamente em questões de Estado e exercido influência na nomeação de cargos importantes.

A Samsung é acusada de ter subornado Choi Soon-Sil para conseguir a aprovação do governo para uma fusão, em 2015, com a Cheil Industries.

Os investigadores compareceram à unidade que supervisiona as estratégias de negócio da empresa, informou a agência de notícias Yonhap.

A Samsung confirmou a operação, mas não forneceu detalhes.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG