Links de Acesso

Empresários polacos querem investir na Huíla

  • Teodoro Albano

A indústria agro-alimentar, saúde, comércio e tratamento de resíduos sólidos são algumas das áreas potencialmente identificadas por empresários da região polaca de Wielkopolska para cooperar com as autoridades da província da Huíla.

As áreas identificadas são o resultado do primeiro fórum económico Huíla / Polónia, realizado no Lubango, e que juntou empresários das duas regiões.

Para o vice-marchal de Wielkopolska, Leszek Wojtasiak, a região está pronta para cooperar.

“A nossa região de Wielkopolska é muito desenvolvida e preparada para poder cooperar em grande escala com a Huíla”, disse.

Os resultados do fórum que incluem uma deslocação de empresários da província e autoridades da província em 2017 à Polónia vai abranger igualmente a abertura de uma representação económica para a troca de informações.

O presidente da classe de empresários da Huíla, Paulo Gaspar, já disse ser importante que os acordos e parcerias com empresários estrangeiros passem por um processo de efectivação concreta e que deixem de ser meras intenções.

O governador da província da Huíla, João Marcelino Tchipingue, destacou no fórum a importância do estabelecimento de parcerias económicas com aquele país da Europa Central.

“Temos a consciência da importância do estabelecimento de relações comerciais com a Polónia, pois o seu potencial como grande mercado consumidor, a sua localização estratégica no continente Europeu e o facto de ser um dos membros da União Europeia tornam o país numa porta importante para entrada de produtos angolanos neste tão grande mercado para a economia global”, defendeu Tchipingue.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG