Links de Acesso

Oposição entrega sexta-feira processo eleitoral ao Tribunal Constitucional

  • Coque Mukuta

Abel Chivukuvuku num comício da CASA-CE em Luanda

Abel Chivukuvuku num comício da CASA-CE em Luanda

Os argumentos da CNE não convencem a CASA-CE

Sexta-feira é a data prevista para entrega dos processos de reclamações das formações políticas indeferidos na plenária extraordinária da CNE.

Estão na base das reclamações a serem apresentadas pela UNITA, CASA-CE e PRS as irregularidades do processo eleitoral de 31 de Agosto, que a CNE já caracterizou como acção de "má-fé" por parte destas formações políticas.

Segundo Alcides Sakala porta-voz do Galo Negro, que já confirmou a recepção da notificação pela CNE e garante que ainda amanhã o seu partido fará chegar ao cartório do Tribunal Constitucional a queixa contra as irregularidades eleitorais “temos o ponto de vista da Comissão Nacional Eleitoral sobre as nossas reclamações, primeiro não concordamos com a posição da Comissão Nacional Eleitoral por isso vamos recorrer ao Tribunal Constitucional e este nosso recurso entra já amanhã no Tribunal Constincional” disse.

Questionado sobre os resultados da contagem do escrutínio paralelo da sua formação política Sakala afirmou ser a base das queixas que farão chegar junto as instâncias judiciais “como nós dizíamos de facto temos um grupo de colegas que trabalhou na contagem paralela, e nós identificamos um conjunto de discrepâncias, tudo isto nós vamos fazer constar das queixas para as instâncias judiciais” afirmou.

Lindo Bernardo Tito Vice-presidente e porta-voz da CASA-CE diz que os argumentos da CNE não convencem a sua formação política e prevê também esta sexta-feira como a data de entrega do contencioso da sua formação política “a Comissão Nacional Eleitoral notificou hoje está manhã a coligação CASA-CE, sobre o indeferimento da nossa reclamação, como sabe para irmos ao TC, temos 48 horas, sendo que o prazo começa a contar deste a entrega da notificação. Então nós podemos levar a nossa notificação até sábado, como sabe recebemos hoje estamos a analisar as posições da CNE, que não nos convencem preliminarmente, depois vamos comunicar a imprensa o dia provavelmente que vamos submeter o nosso recurso ao Tribunal Constitucional, mas tudo indica que amanhã será o dia”disse.

O PRS na voz do seu presidente Eduardo Kuangana prevê também sexta-feira como a data de entrega das suas reclamações “nós recebemos o documento ontem e provavelmente até amanhã nós vamos fazer entre do documento ao Tribunal Constitucional” frisou.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG