Links de Acesso

Conselho de Igrejas Cristãs de Angola refuta ter sido manipulado pelo Governo

  • Coque Mukuta

Praça Primeiro de Maio, Luanda

Activista Mbanza Hamza acusa os membros do Conselho de serem activistas do MPLA

O Conselho de Igrejas Cristãs em Angola (CICA) tem sido criticado por diversas personalidades de ter sido manipulado pelo Governo para realizar uma marcha no passado sábado, 26, no local em que estava prevista uma manifestação contra a nomeação da Isabel dos Santos ao cargo de presidente do Conselho de Administração da Sonangol.

Diavava Jacqueline de Deus, directora do Departamento da Mulher do Conselho de Igrejas Cristãs em Angola (CICA), negou à Rádio Ecclesia que a organização tenha sido usada pelo Governo para boicotar a manifestação.

“Essa marcha não foi um instrumento para impedir a manifestação contra a Isabel dos Santos”, reiterou.

A posição da representante do CICA não agradou o activista Afonso Mahenda Matias “Mbanza Hamza”, que no sábado foi detido por se manifestar defronte ao edifício da Sonangol.

Mbanza afirma que o CICA não só foi usada para boicotar a manifestação como é integrado por verdadeiros activistas políticos do MPLA.

“Agostinho Neto era ateu e não acreditava em nada disso aí. Eles são instrumentalizados e não é a primeira vez”, acusou.

Por seu turno, o analista politico Gabriel Chingano reprovou a forma como o Governo procura impedir manifestações no país.

“Essa imagem militarizada que se viveu no final de semana é muito negativa”, afirmou.

Recorde-se que promotores da manifestação anunciaram que vão processar o governador de Luanda, Higino Carneiro, por ter indeferido a referida manifestação.

A sua Opinião

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG