Links de Acesso

Conselho de Comunicação Social critica comportamento da rádio pública da Guiné-Bissau

  • Redacção VOA

radio

radio

Em causa, despedimento do director de Informação e chefe da Redacção alegadamente por não censurarem uma notícia do PAIGC.

O Conselho Nacional de Comunicação Social da Guiné-Bissau condena o procedimento do director-geral da rádio estatal, RDN, Abdurahamane Turé, por ter recentemente demitido o director de Informação e o chefe de Redação, Aliu Candé e Bacar Camará, respectivamente, por não terem acatado a ordem de censurar uma notícia sobre uma conferência de imprensa do presidente do PAIGC, Domingos Simões Pereira.

Em nota emitida nesta terça-feira, aquele órgão de observação de actividades jornalísticas na Guiné-Bissau, diz que este procedimento “põe gravemente em causa os princípios democráticos do pluralismo e da confrontação de ideias das diferentes correntes de opinião, na produção e difusão de informação, função basilar dois órgãos de comunicação social”.

O Conselho Nacional de Comunicação Social “exorta o poder político, em geral, e, em particular, o Executivo, a abster-se de quaisquer interferências ilegítimas nas actividades dos órgãos de comunicação social, susceptíveis de impedir o livre funcionamento dos mesmos num Estado Democrático e de direito constitucionalmente consagrado”.

Na nota, aquele órgão, sob tutela da Assembleia Nacional Popular, encoraja a imprensa pública e privada "à escrupulosa observância das normas que regulam o exercício das suas actividades, nomeadamente a auto-regulação, o rigor e o pluralismo de informação, não servindo, em nenhum momento, de instrumento de propaganda político-partidária".

XS
SM
MD
LG