Links de Acesso

Conhecida militante regressa à Unita e critica o MPLA

  • Manuel José

Elsa Luvualu juntou-se ao MPLA há dois anos, mas diz agora que foi "humilhada" e pede perdão ao partido do Galo Negro.

Uma conhecida militante da Unita que havia abandonado o partido para se juntar ao MPLA decidiu regressar ao Galo Negro acusando os "camaradas" de a “humilhar”.

Elsa Luvualu deu o dito por não dito e dois anos depois da antiga responsável do partido do Galo Negro ter anunciado em conferencia de imprensa o seu abandono da Unita para ingressar ao MPLA surpreendeu todos ao aparecer no acto de encerramento das quintas jornadas parlamentares a pedir desculpas à Unita.

Luvualu diz ser impossível militar no partido no poder.

"O governo angolano devia dar-se outro tratamento, como eu posso ficar junto dos camaradas? É impossível, não dá para conviver com os camaradas, como eu posso bater palmas se eles me humilharam, é impossível", lamentou.

Luvualu, mãe do músico Action Nigga falecido num desastre de avião da companhia moçambicana LAM, contou que este foi um dos motivos principais que precipitou a sua saída do MPLA.

"O que motivou mais a minha saída foi o que o regime fez com o meu filho (Action Nigga) e o regime deveria dar-me a oportunidade de ver o meu filho pela última vez", disse.

Elsa Luvualu afirma estar disposta a pedir perdão à Unita, de onde segundo ela nunca devia ter saído.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG