Links de Acesso

Congoleses acusados de cometerem crimes em Cabinda

  • José Manuel

Comissário diz que armas de empresas privadas são usadas para cometer crimes

A polícia nacional anunciou o desmantelamento de alguns grupos de marginais provenientes da República do Congo Democrático, que se dedicavam ao crime organizado e em assaltos a mão armada.

De acordo com o comandante provincial da polícia nacional em Cabinda Comissário Eusébio Domingos Costa grande parte das acções criminosas em Cabinda são praticados por cidadãos do Congo Democrático altamente perigosos.

A preocupação das autoridades reside no facto de muitas empresas privadas contratarem cidadãos ilegais provenientes dos dois congos.

A polícia promete responsabilizar criminalmente os responsáveis dessas empresas pelo facto, segundo o comandante, de muitas armas usadas pelos marginais pertencerem a essas empresas de segurança.

De acordo com Eusébio da Costa marginais que operavam em Kishasa e no Baixo Congo estão agora em Angola onde protagonizam crime entre os quais assaltos á mão armada.

As cadeias em Cabinda estão actualmente repletas de cidadãos congoleses e as autoridades estão agora a desenvolver acções de repatriamento

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG