Links de Acesso

Confrontos com moto-taxistas em Malanje

  • Isaías Soares

Malanje

Malanje

Confrontos seguem-se a interdição de uso de uma estrada

Pelos menos duas pessoas ficaram feridas e 10 viaturas parcialmente destruídas por moto - taxistas esta Quarta-feira na cidade de Malanje como resultado da Polícia Nacional ter interditado nos últimos dias aquela actividade na estrada nacional 230 - Comandante Dangereux.

As vítimas são motoristas da empresa de táxi Malanje N´Ngolakiluanje adstrita ao Grupo Miamop que foram apedrejadas quando faziam transporte de passageiros num dos bairros periféricos da cidade, áreas onde estão autorizados os moto-taxistas.

Cerca de uma dezena de moto-taxistas foram detidos pela Polícia Nacional.




Uma fonte da empresa disse à emissora oficial local que 200 moto-taxistas estavam envolvidos na acção, cujos resultados se estimam em mais de 10 mil dólares americanos.

As pessoas participantes nos assaltos das viaturas, que também provocaram escoriações aos passageiros serão levadas a justiça, de acordo com os esclarecimentos do porta-voz da Polícia Nacional, inspector Junqueira José António.

“O comportamento caracterizado como crime de danos materiais, para este tipo de comportamento a lei pune”, confirmou, adiantando que é de domínio público “de que a actividade de moto-taxi está proibida na avenida Comandante Dangereux”.

O oficial justificou, dizendo que “é a estrada que liga a capital do país com as restantes províncias do leste e por ser a maior onde convergem todos s interesses é a estrada que absorve o maior número do tráfego”.

Nesta quarta-feira dezenas de funcionários públicos foram obrigados a regressar para casa, por que os locais de trabalhos se localizam fora da cidade de Malanje e como proprietários de motociclos ou motorizadas não puderam também utilizar aquela via.
XS
SM
MD
LG