Links de Acesso

Comunidades recusam vacinas contra a febre amarela, diz sindicato de enfermeiros

  • Redacção VOA

Foto de arquivo

Foto de arquivo

Autoridades expandem campanha em Luanda

As autoridades angolanas alargaram a vacinação contra a febre amarela ao município de Belas em Luanda, esta quinta-feira, apesar da resistência nalgumas comunidades.

O responsável dos Sindicatos dos Enfermeiros de Luanda confirma que apesar da grande afluência nos postos de vacinação há ainda muitas comunidades que recusam levar as famílias a vacinar, por “razões culturais” ou por falta de confiança na vacina.

“Estamos a sensibilizar as famílias no sentido de que a vacina não mata," disse um dirigente sindical.

A Organização Mundial da Saude (OMS) disse que subiu para 77 o número de mortes que se suspeita terem sido provocadas pela epidemia. Há mais de 300 casos suspeitos.

O representante da OMS em Angola, Hernando Agudelo, foi citado pela imprensa como tendo dito que até a esta altura já estão comprovados laboratorialmente 10 casos de febre-amarela no país

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG